quarta-feira, 30 de março de 2016

ASSISTÊNCIA SOCIAL NA COMUNIDADE – OS SERVIÇOS VÃO AO ENCONTRO DA POPULAÇÃO.

O Sistema Único da Assistência Social – SUAS obteve grandes avanços na última década, garantindo, através de políticas sociais próprias, a efetivação dos direitos básicos aos cidadãos brasileiros que delas necessitam, além de promover o acesso ao mundo do trabalho. Hoje, a Assistência Social é uma política pública que fomenta o controle e a participação social, contando com os gestores, trabalhadores e usuários da Assistência, o que tem assegurado a condução da Política de forma transparente e democrática.
O Sistema Único de Assistência Social –  SUAS na Comunidade tem por objetivo levar às localidades de Guamaré os serviços socioassistenciais e equipamentos disponíveis no município, a fim de realizar a chamada “busca ativa” na comunidade, que consiste na procura intencional dos usuários com renda per capita de até R$ 77,00, em situação de vulnerabilidade e risco social apontadas pelo Cadastro Único e Vigilância Socioassistencial, que ainda não  foram alcançados pelos serviços oferecidos dentro das proteções sociais. Na proteção social básica o público atendido serão: famílias que estão dentro dos critérios, porém não recebem o benefício do Bolsa Família; famílias que estão com seus Cadastros desatualizados desde o ano de 2012; pessoas com deficiência que não recebem o Benefício de Prestação Continuada – BPC; famílias que residem em tipos precários de moradia.
Na proteção social especial de média e alta complexidade, foram identificados para atendimento pela busca ativa: crianças e adolescentes que estão em situação de trabalho infantil; famílias que tem pessoas em sistema carcerário e crianças que residem com parentes de terceiro grau e/ou sem nenhum parentesco com a família.
Também é proposta do SUAS na Comunidade ampliar as discussões no Fórum Comunitário, onde serão dados retorno a população, das demandas estabelecidas em outros momentos de Participação Social, como o I Fórum Comunitário, realizado em 2014, em conjunto com outras Secretarias, a VI Conferência Municipal de Assistência Social e a III Semana do Bebê, realizadas em 2015.
Buscando atender o público prioritário da Assistência Social, a SEMAS inicia nesta quarta-feira (30/03), o SUAS na Comunidade, convidando a todos os cidadãos guamareenses a participarem deste momento ímpar na gestão do nosso Prefeito Hélio, que vem fortalecendo o acesso a população no atendimento aos seus direitos conforme, preconiza a política de Assistência Social.
Para a participação dos atendimentos estaremos oferecendo nossos serviços e discutindo nossa Política nas seguintes comunidades:
CRONOGRAMA DO SUAS NA COMUNIDADE:

COMUNIDADE
DIA/MÊS
HORÁRIO
SANTA MARIA III e SANTA PAZ
30/03/2016
TARDE E NOITE
UMARIZEIRO
12/04/2016
MANHÃ E TARDE
LAGOA DOCE, MANGUE SECO I E II
19/04/2016
MANHÃ E TARDE
LAGOA SECA
10/05/2016
TARDE E NOITE
PONTA DE SALINA, QUILOMBO E MORRO DO JUDAS
17/05/2016
TARDE E NOITE
SALINA DA CRUZ E LAGOA DE BAIXO
07/06/2016
MANHÃ E TARDE
BAIXA DO MEIO
21/06/2016
TARDE E NOITE
CENTRO DE GUAMARÉ
05/07/2016
TARDE E NOITE



sexta-feira, 25 de março de 2016

O NÚCLEO DE CIDADANIA DOS ADOLESCENTES – NUCA REALIZA SEMINÁRIO “GUAMARÉ GARANTINDO OS DIREITOS DO ADOLESCENTE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS”.

Nesta terça-feira (22), o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes – NUCA em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social realizou o Seminário Ser Adolescente tendo por Tema: “Guamaré garantindo os direitos do adolescente nas políticas públicas”.


O seminário Ser Adolescente foi à culminância de todo processo realizado ao longo desta Edição do Selo UNICEF – 2013/2016. Consolidando um espaço de diálogo entre governos, organizações que trabalham com essa faixa etária e, principalmente, com os próprios adolescentes. 



O seminário contou com debates, palestras e grupos de discussão acerca da garantia dos direitos do adolescente nas políticas públicas no município. Para a realização do mesmo, contamos com a participação das Secretarias de Educação e Cultura, Saúde, Esporte e Lazer.






O seminário deu início com o credenciamento dos adolescentes oriundos da rede de ensino, grupos religiosos, culturais e a participação dos profissionais das secretarias envolvidas. Após o credenciamento, a Secretária Municipal de Assistência Social e articuladora municipal do selo UNICEF, Marisa Rodrigues da Silva realizou a abertura do seminário dando as boas-vindas a todos os participantes, enfatizando a importância do processo das ações realizadas pelo NUCA, voltadas para o aprendizado bem como para o exercício da cidadania, a participação social e política dos mesmos debatidos e discutidos  com a efetivação do Seminário Ser adolescente.



Ainda na abertura, também fizeram o uso da palavra a Secretária Municipal de Educação a Dra. Cinthya Miranda, representando o Secretário de Saúde à enfermeira Gabriela Solano, o instrutor do PROERD policial Laurindo, a coordenadora do Núcleo Municipal de Educação Especial – NUMEESP, Glaydimar Pereira e o representante dos Adolescentes presentes Leonilson Oliveira. Em seguida, a Conselheira dos Direitos da Criança e do Adolescente Sayonara Morais, apresentou o papel e a importância do CMDCA na garantia dos direitos da Criança e do Adolescente.





Logo após, o NUMEESP através do grupo de deficientes auditivos apresentou uma belíssima pantomima acerca das desigualdades sociais. Em seguida, o instrutor do PROERD ministrou a palestra sobre a adolescência livre das drogas e violência, sensibilizando e ofertando um espaço de discussão visando contextualizar a temática da drogadição alertando sobre os riscos pertinentes a essa faixa etária.





No segundo momento, após o almoço, foram desenvolvidas as oficinas que abordaram as temáticas relacionadas à garantia dos direitos no âmbito das políticas públicas da Assistência Social, Educação, Saúde, Esporte e Lazer, onde os adolescentes discutiram junto aos facilitadores de cada setorial, levando-os a produção artística através de poemas, cordéis, desenhos que retrataram os direitos garantidos aos adolescentes por cada política participante do seminário.












O encerramento do seminário deu-se por intermédio das apresentações artísticas produzidas nas respectivas oficinas, na qual teve por finalidade a produção de uma cartilha que  será produzida e distribuída na rede de ensino e nos equipamentos de atendimento ao adolescente.


segunda-feira, 21 de março de 2016

A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE IMPLANTA O NÚCLEO DE PREVENÇÃO A VIOLÊNCIA NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA


A Secretaria Municipal da Saúde de Guamaré implantou o Núcleo de Prevenção a Violência na Infância e Adolescência (NPVIA) no Município. O ato segue as normas de Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências, que estabeleceu diretrizes e responsabilidades institucionais de cada ente da Federação visando minimizar o impacto dos acidentes e das violências com medidas inerentes à promoção da saúde e prevenção de agravos externos.

Além de normas e portarias a nível nacional, foi considerado a aprovação do Plano Municipal da Saúde de Guamaré exercício 2014/2017 pelo Conselho Municipal de Saúde, incluindo como meta a formalização dos Núcleos de Prevenção de Violência nos serviços de saúde do Município de Guamaré instituindo assim, o Núcleo de Prevenção à Violência na Infância e Adolescência – NPVIA no Município. Onde o Núcleo de Prevenção à Violência na Infância e Adolescência – NPVIA será a equipe de referência da Unidade de Saúde responsável pela organização para a superação da violência e promoção da cultura de paz.

O NPVIA além de outras atribuições importantes criará estratégias para fortalecer o cuidado ampliado e integral das pessoas em risco ou situação de violência, utilizando o dispositivo de projeto terapêutico singular e as tecnologias de cultura de paz. Promovendo fóruns de discussões e reuniões locais, que tenham como objetivo a prevenção da violência e a promoção da saúde e cultura de paz, entre outros.

Serão formados dois NPVIA, um contemplando o centro urbano de Guamaré e as comunidades circunvizinhas, tais como: Salina da Cruz, Ponta de Salina, Morro do Judas, Lagoa Seca, Assentamento Lagoa de Baixo, Mangue Seco I e II e Lagoa Doce e, o outro, o Distrito de Baixa do Meio e comunidades circunvizinhas, tais como: Assentamentos Umarizeiro, Encruzilhada, Santa Paz e Santa Maria III.

Cada NPVIA será formado por quatro profissionais que atuem diretamente na atenção básica da área de abrangência do seu respectivo Núcleo.

Com Informações do Diário Oficial do Município


Reflexão: A maior limitação AINDA é o preconceito.


domingo, 20 de março de 2016

Publicidade: Um mosquito não é mais forte que Guamaré inteira, faça a sua parte.


SELO UNICEF EM CONTAGEM REGRESSIVA

A Edição 2013-2016 do Selo UNICEF Município Aprovado está na reta final. Agora, mais do que nunca, é fundamental reforçar o engajamento e o compromisso de todos, em especial dos (as) prefeitos (as), para que as crianças e os adolescentes de todos os municípios participantes sejam as verdadeiras vencedoras. 

Para facilitar a compreensão dos próximos passos, resumimos as ações que precisam de maior atenção nas próximas semanas: 

1. Até o dia 31 de março: inserir os documentos comprobatórios das ações estratégicas realizadas pelo município na plataforma virtual www.crescendojuntos.org. Depois desta data as postagens com documentos comprobatórios não contarão mais ponto no Selo UNICEF. Lembre-se: o seu município precisa pontuar em 19 das 28 ações estratégicas possíveis propostas para o Selo, considerando o ponto extra de combate ao Aedes aegypti. Para que essa fase seja feita com êxito, é muito importante ter uma internet com boa capacidade no município. Caso haja algum problema, pedimos manter contato com o parceiro do Selo UNICEF no seu Estado. 

2. Até o dia 8 de abril: enviar ao escritorio do UNICEF a solicitação da presença do mediador no 2o. Fórum Comunitário. O Fórum somente será considerado válido, garantindo pontos no Selo UNICEF, com a presença do mediador. Para solicitar a presença, preencha o formulário disponível no guia (Pag. 25), assine e envie para o escritório do UNICEF (Av. Gal. Afonso Albuquerque de Lima, S/N – Ed. SEPLAG – Térreo, Messejana, Fortaleza/CE, CEP 60.822-325. Telefone: (85) 3306-5700; E-mail: fortaleza@unicef.org). 

3. Até o dia 8 de abril: indicar duas datas, entre os meses de maio e junho, nas quais o município NÃO poderá realizar o 2o. Fórum Comunitário devido a festividades locais (por exemplo, aniversario do município, festa da Padroeira etc). Com esta informação, o UNICEF e seus parceiros técnicos montarão um calendário de fóruns nos municípios, garantindo, desta maneira, a presença do mediador e tentando evitar choque entre a data do Fórum e algum outro acontecimento especial no município. O Guia do 2o. Fórum Comunitário já está disponível para consulta aqui no site, na seção - Material do Selo. 

4. Ponto Extra: Considerando a situação da microcefalia e os casos de dengue e infecções pelo vírus zika, o UNICEF incluiu excepcionalmente um ponto extra no Selo para os municípios que comprovarem ações de combate ao Aedes aegypti. Esses passos são muito importantes para o seu município continuar participando e ter mais chances de ganhar o Selo. Os parceiros técnicos do UNICEF estão prontos para apoiar e tirar as dúvidas, caso surjam, em qualquer uma dessas etapas. No Rio Grande do Norte, entre em contato com a Casa Renascer pelo telefone (84) 3211-1555.

Equipe do UNICEF no Ceará, Rio Grande do Norte e Piaui. 

sábado, 12 de março de 2016

Escolas do Município de Guamaré continuam com ações ao combate do Aedes aegypti

O Centro Municipal de Ensino Rural Professor Darcy Ribeiro, responsável pela coordenação das escolas da zona rural do município, mobilizou na manhã desta sexta-feira (11), diretores, professores e alunos, do Centro Educacional Infantil Luíza Ferreira, e da Escola Municipal José Nunes da Silveira, realizando atividades de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti que é popularmente conhecido como mosquito-da-dengue transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus.







Alunos, diretores, professores e funcionários saíram da escola, e foram para as ruas da comunidade em ações educativas para evitar a proliferação da doença, ampliando o trabalho de conscientização, numa parceria com as famílias para conscientização do combate à dengue.


quarta-feira, 9 de março de 2016

GUAMARÉ PARTICIPA DA X CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE.

No dia 03 de fevereiro do ano corrente, realizou-se na Sede da Escola do Governo do Rio Grande do Norte, localizada no Centro Administrativo da Governadoria do Estado à “X Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente".


A Conferência aconteceu em um único dia. Teve como Tema: Política e Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, Fortalecendo os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente.


Participaram da Mesa de abertura: A Senhora Maíra Almeida - Secretária Adjunta da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS); Tomázia Izabel – Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONSEC); Sandra Angélica Pereira - Promotora de Justiça e Coordenadora do Centro de Apoio Operacional as Promotorias de Infância, Juventude e Família (CAOPIJF) de Natal/RN; Maria Divaneide Basílio – Secretaria Estadual da Juventude da SETHAS; Herculano Campos – Professor de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Adolescente Hélida – Representante dos Direitos da Criança e do Adolescente.


Após a palestra Magna, ministrada pelo Senhor Herculano Campos sobre “Política e Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, Fortalecendo os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente”. Os grupos de trabalho foram divididos para a escolha das propostas a serem enviadas a Conferência Nacional.


Este último momento, foi rico em discussões com vistas a implementação de estratégias de garantia de direitos da criança e do adolescente nos eixos: Gestão e Autonomia Política dos Conselhos de Direitos, Protagonismo e Participação e Construção e Implementação do Plano Decenal dos Direitos Humanos de Criança e do Adolescente.


A representação do Município de Guamaré, se deu: Gabriela Solano – Enfermeira e Representante da Saúde; Laís Priscila Galdino – Assistente Social e Representante da Secretaria de Assistência Social; Mara Simões – Representante do Conselho Tutelar; Sayonara Bezerra– Assistente Social e Representante do CMDCA; Adolescente (NUCA)