quinta-feira, 28 de abril de 2016

GUAMARÉ SEDIA ENCONTRO REGIONALIZADO DE JOVENS ADOLESCENTES PARA FORMAÇÃO SÓCIO-POLÍTICA


Nesta semana, (terça feira dia 27) Guamaré sediou o importante encontro regional, coordenado pelo  Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDECA Casa Renascer realizando a 3ª Etapa Regionalizada da Formação Sócio-política em Direitos Humanos com a participação do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes - NUCA em Guamaré/RN em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social-SEMAS e Núcleo de Desenvolvimento e participação dos Adolescentes-NUCA.

A terceira etapa da Formação sócio-política de Adolescentes e Jovens em Direitos Humanos abordou o tema Sexualidade e Violência Sexual: Fortalecendo a participação juvenil para a prevenção e enfrentamento a violência sexual, objetivando o fortalecimento da participação juvenil nos municípios, dialogando sobre sexualidade, direitos sexuais e reprodutivos e a violência sexual. A formação contou com a participação dos Adolescentes do NUCA e profissionais da SEMAS e de outros municípios do Rio Grande do Norte como: Lajes, Rio do Fogo e Sítio Novo.


A formação deu início com o café da manhã, organizado pelo CEDECA e a recepção dos participantes, bem como a presença da Secretária da Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS Guamaré, a Sra. Marisa Rodrigues da Silva, a qual enfatizou a importância da qualificação dos jovens e adolescentes para com um tema complexo e necessário para fortalecer o debate e avançar nos desafios.


Logo após, foi apresentado à proposta do encontro bem como, a elaboração dos acordos de convivência para o andamento do mesmo, sendo estes, o respeito para com o outro durante a formação, o uso mínimo de aparelho celular durante o evento, jogar o lixo no lixo, para evitar a desorganização e manter o ambiente limpo. Em seguida, foi realizado uma dinâmica de autoconhecimento e reconhecimento do outro, visando todos se conhecerem e refletir sobre quem eu sou na localidade em que moro, ainda nesse primeiro momento, foi realizado uma roda de diálogo com a caixa preta, caixa esta, que servia para que os participantes fizessem perguntas acerca da Violência sexual. Dando seguimento, foi realizada a divisão dos grupos de trabalho com a elaboração de uma dinâmica acerca da construção do corpo humano. 

De acordo com a literatura: “Para compreender melhor questões relacionadas à sexualidadede é preciso saber que esta envolve várias dimensões da nossa vida, biológica, psicológica, social, cultural e histórica. E que desde criança nós vamos construindo nossa sexualidade, a partir de vivências afetivas, da relação que estabelecemos com nosso próprio corpo, das relações familiares, interpessoais, etc.” Desse modo, ressaltando o autoconhecimento, em paralelo, os adolescentes desenharam o que entendiam sobre o seu corpo e foram projetando no desenho que foi produzido pelos mesmos.

No segundo momento, após o almoço, houve uma dinâmica do concordo, discordo, tenho dúvida, em seguida o retorno dos grupos batendo um papo sobre violência sexual com foco na prevenção, onde foram discutidas questões acerca de como fazer uma denúncia em casos de violência sexual, quais serviços deverão acessar e o enfoque na importância de serem multiplicadores das dinâmicas e grupos de trabalho e informações que foram trabalhadas durante todo o decorrer da formação. 

Por fim, foi feito uma avaliação dos participantes sobre a temática e metodologia trabalhadas, na culminância houve um momento de partilha do lanche e o retorno dos mesmos aos seus municípios de origens.



quarta-feira, 27 de abril de 2016

O MUNICÍPIO DE GUAMARÉ APROVA O PROGRAMA DE ATENDIMENTO NA PRIMEIRA INFÂNCIA – PAPI.‏

Todas as crianças de Guamaré, desde o período da gestação até os três anos de idade, terão garantido o atendimento e o acompanhamento do desenvolvimento integral na rede de apoio local e ampliada do Município, através do Programa de Atendimento na Primeira Infância – PAPI.
O Programa de Atendimento na Primeira Infância – PAPI,  foi aprovado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Guamaré, por meio da Resolução Nº 005/2016-CMDCA, que entrou em vigor no dia 20 de abril, e publicado no Diário Oficial do Município na edição da última sexta-feira (22).
O PAPI está inserido no Plano Municipal pela Primeira Infância – PMPI, aprovado pela Resolução 009/2015 de 22 de junho de 2015 – CMDCA.
Através do Plano Municipal pela Primeira Infância – PMPI ,foi traçado o diagnóstico da realidade e as ações finalísticas (objetivos e metas) que o município deverá realizar, tendo em vista cada um dos direitos da criança afirmados pela Constituição Federal e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, pelas leis que se aplicam aos diferentes setores, como educação, saúde, assistência, cultura, convivência familiar e comunitária.
O PAPI foi apresentado durante a 34ª Reunião extraordinária do dia 15 de dezembro de 2015, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. Nesta reunião foram apresentas as propostas que o programa oferece de desenvolvimento de atividades com as crianças, seus familiares e a comunidade, a fim de fortalecer vínculos e prevenir a ocorrência de situações de negligência e de risco social.
Com a aprovação e implantação do Programa de Atendimento na Primeira Infância – PAPI, o município de Guamaré, através da gestão do prefeito Hélio Miranda, avança cada vez no social, instituindo mais um canal de proteção as suas crianças que passarão a ter um tratamento especial durante o período que as mesmas mais requerem cuidados.


AS COMUNIDADES DE LAGOA DOCE, MANGUE SECO I E MANGUE SECO II PRESTIGIAM O SUAS NA COMUNIDADE.


A Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS realizou no dia 19 de Abril de 2016, junto as comunidades: Lagoa de Baixo, Mangue Seco I e Mangue Seco II, a segunda ação do SUAS na Comunidade, em que esta iniciativa possui a finalidade de levar às comunidades de Guamaré/RN, os setores e serviços oferecidos pela referida Secretaria, a fim de promover o conhecimento e o acesso aos usuários, bem como torna-los protagonistas do próprio direito, fomentando assim o interesse pela participação social.



A Secretária Municipal de Assistência Social, Sra. Marisa Rodrigues da Silva fez a abertura do SUAS na Comunidade apresentando ao público presente que esta iniciativa possibilita orientações e o acesso aos mais diversos programas e serviços que a Assistência Social oferece aos seus usuários a nível municipal, levando em consideração as informações repassadas pela Vigilância Social que identifica aquelas pessoas, famílias que precisam ser incluídas no Sistema Único de Assistência Social com o intuito maior de garantir os direitos aos seus beneficiados.



Em seguida, a assistente social Lais, destacou sobre a problemática da microcefalia, como uma forma de prevenir através de informações, e orientar através de situações do dia a dia os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito causador da doença acima citada.


Dando seguimento a programação, foi realizado o Fórum dos Usuários – Controle e Participação Social na Comunidade, em que a Sra. Juliana Bezerra, Coordenadora do ACESSUAS Trabalho, apresentou aos usuários um vídeo em que o mesmo abordou como funciona o controle social e a importância da participação da sociedade civil dentro dos Conselhos Municipais, e assim provocar a participação e o conhecimento dos anseios e problemas enfrentados pelos usuários das localidades presentes. Abrindo posteriormente para o debate, e em seguida foi realizada a escolha de dois representantes de cada localidade escolhidos democraticamente pelos usuários do SUAS presentes no evento para participação do II Fórum do Selo Unicef. Ao final do Fórum dos Usuários, o NUCA apresentou a Peça Teatral “Os Direitos Socioassistenciais”, está apresentação teatral objetivou repassar aos usuários do SUAS o conhecimento dos programas e serviços oferecidos pela Assistência Social no município de Guamaré.


O intuito deste momento, foi expor para os usuários as resoluções dos Encontros Preparatórios – 2014 e Pré Fóruns Comunitários realizados no ano de 2015, vislumbrando os problemas e os avanços alcançados no âmbito da politica social de Assistência Social em nosso município e assim, possibilitar o Controle Social na comunidade. Em seguida, foi aberta a oferta aos usuários do SUAS os serviços do Cadastro Único/Bolsa Família, CRAS – SCFV, CREAS, Alta Complexidade, Serviços e Benefícios, ACESSUAS Trabalho e Associação de Artesãs; neste momento, foram realizadas orientações e atendimentos ao público, que pôde usufruir dos referidos programas e serviços da Assistência Social em sua comunidade.









Ao término , teve lanche para todos os presentes.


O próximo SUAS na Comunidade será na no dia (17/05) na localidade de Lagoa Seca, estará presente também nas demais localidades do município. A Politica de Assistência Social no município, como afirma a Secretária Marisa Rodrigues, vem sendo construída na administração do Prefeito Hélio William de forma democrática e participativa, e que por este motivo é de suma importância à participação de seus usuários, de sua voz, para que assim possamos avançar cada vez mais no acesso, garantia e efetivação de seus direitos. Contamos com a sua participação!

É POSSÍVEL CONSTRUIR UMA GUAMARÉ MELHOR DE SE VIVER INVESTINDO NO SOCIAL.

A dona de casa, Adriana Rosendo, residente na comunidade de Lagoa Seca, Zona Rural do Município, é mais uma das testemunhas do povo, que a Prefeitura Municipal de Guamaré, através da Secretaria de Assistência Social (SEMAS), vem escrevendo a cada dia uma nova história com os inúmeros investimentos feitos na área social do município. A beneficiária dos programas da prefeitura abraça o prefeito Hélio Miranda… Um gesto singelo de gratidão.
A magnitude e a complexidade das questões sociais exigem do governo e da secretaria de assistência social, permanente empenho em dar respostas criativas aos demandantes de serviços e benefícios socioassistenciais, de modo a suprir necessidades humanas básicas e vitais, no campo dos direitos sociais. Trata-se de enfrentar e combater desigualdades de renda e oportunidades com a criação de projetos que beneficie a população de baixa renda.
A construção das políticas de assistência social com as demais políticas, têm sido discutidas diariamente na Secretaria de Assistência Social para o fortalecimento do SUAS. A assistência segue como prioridade no governo do prefeito Hélio, auxiliando a população com recursos e profissionais qualificados para garantir direitos, enfrentar a pobreza e proteger as pessoas mais vulneráveis.
O governo do prefeito Hélio, beneficia mensalmente 2.600 famílias com o cartão renda cidadã, recursos na ordem de quase R$ 340 mil mensal.  São atendidos no restaurante popular hoje 450 pessoas dia, antes eram 700 pessoas, mas devido os canteiros de obras montado na comunidade de Baixa do Meio, gerou emprego e renda, reduzindo o número de pessoas atendidas no restaurante.
Quase 300 famílias são beneficiadas com aluguel social, dentre outros benefícios. A gestão do prefeito Hélio tem garantido todos os benefícios eventuais necessários à sobrevivência humana e também o auxilio funeral. Os indicadores sociais do município vêm mostrando que é possível construir uma Guamaré melhor de se viver.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

ASSISTÊNCIA SOCIAL EM MUTIRÃO NAS COMUNIDADES DE GUAMARÉ, OPORTUNIZANDO O ACESSO E A EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS SOCIAIS.

A Secretaria Municipal de Assistência Social - SEMAS realizou ontem, dia 12 de Abril de 2016, junto as comunidades: Assentamento Umarizeiro, Nova Jerusalém e Assentamento Encruzilhada as primeiras ações do SUAS na Comunidade, em que esta iniciativa possui a finalidade de levar às comunidades de Guamaré/RN, os setores e serviços oferecidos pela referida Secretaria, a fim de promover o conhecimento e o acesso aos usuários, bem como torna-los protagonistas do próprio direito, fomentando assim o interesse pela participação social.


A Secretária Municipal de Assistência Social, Sra. Marisa Rodrigues da Silva fez a abertura do SUAS na Comunidade apresentando ao público presente que esta iniciativa possibilita orientações e o acesso aos mais diversos programas e serviços que a Assistência Social oferece aos seus usuários a nível municipal, levando em consideração as informações repassadas pela Vigilância Social que identifica aquelas pessoas, famílias que precisam ser incluídas no Sistema Único de Assistência Social com o intuito maior de garantir os direitos aos seus beneficiados.


Em seguida, o Núcleo de Desenvolvimento e Participação dos Adolescentes – NUCA, apresentou ao público uma Peça Teatral: “Campanha de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti” a qual possuiu a finalidade de abordar o combate ao mosquito transmissor da dengue, chicungunha e Zica como uma forma de prevenir através de informações, e orientar através de situações do dia a dia os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito causador das doenças acima citadas.

NUCA realizam apresentação cultural de conscientização sobre as doenças causadas pelo Mosquito Aedes aegypti

Dando seguimento a programação, foi realizado o Fórum dos Usuários - Controle e Participação Social na Comunidade, em que a Sra. Juliana Bezerra, Coordenadora do ACESSUAS Trabalho, apresentou aos usuários um vídeo em que o mesmo abordou como funciona o controle social e a importância da participação da sociedade civil dentro dos Conselhos Municipais, e assim provocar a participação e o conhecimento dos anseios e problemas enfrentados pelos usuários das localidades presentes. Abrindo posteriormente para o debate, e em seguida foi realizada a escolha de dois representantes de cada localidade escolhidos democraticamente pelos usuários do SUAS presentes no evento para participação do II Fórum do Selo Unicef.



  
CRIANÇAS DOS SCFV NO CINE BEBÊ
O intuito deste momento, foi expor para os usuários as resoluções dos Encontros Preparatórios - 2014 e Pré Fóruns Comunitários realizados no ano de 2015, vislumbrando os problemas e os avanços alcançados no âmbito da politica social de Assistência Social em nosso município e assim, possibilitar o Controle Social na comunidade.

NUCA realiza peça teatral sobre direitos socioassistenciais e os meios de acesso a tais direitos. 
Ao final do Fórum dos Usuários, o NUCA apresentou a 2ª Peça Teatral “Os Direitos Socioassistenciais”, está apresentação teatral objetivou repassar aos usuários do SUAS o conhecimento dos programas e serviços oferecidos pela Assistência Social no município de Guamaré.

DELEGADAS ELEITAS






CONSELHO GESTOR DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL DEBATE SITUAÇÃO DAS FAMÍLIAS QUE RESIDEM NAS ÁREAS DE RISCO DE GUAMARÉ.


Na manhã dessa terça-feira (12/04/2016), aconteceu a 12ª reunião ordinária do Conselho Gestor do Fundo de Habitação de Interesse Social – CGFHIS, para discutir a pauta referente a situação das famílias que residem nas áreas de risco nas comunidades do morro do judas, Quilombo, Lagoa Seca, Mangue Seco I e II e Ponta de Salina. 


A reunião foi coordenada pela Presidente do Conselho Gestor a Secretária de Assistência Social Marisa Rodrigues, com participação dos conselheiros Vania Marisa Azevedo Moura Martins, representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Gilcéia Franca de Azevedo, representa a Associação dos Pescadores, Lucila Tibúrcio da Silva Marques, representante das Entidades Religiosas, Patrícia Maria de Morais Miranda, representante da Secretaria de Planejamento, Paulo Luiz da Silva Filho, representante da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos e o seu suplente Francisco de Assis de Melo Pinheiro.


Estiveram presentes ainda os Secretários de Meio Ambiente, Andrea da Costa, de Articulação, Fabrício Moraes, Procurador Geral do Município, Dr. Pedro Avelino Neto, representante da Câmara dos vereadores, o Sr. Ver. Edinor Albuquerque, Coordenadoria de Defesa Civil do município, representada pelos senhores João Batista Melo e Moacir Rinaldo dos Santos, O engenheiro da Assistência Social Janilson Ferreira, a Secretária Executiva do Conselho Gestor, Walba Alves de Melo, arquiteta da secretaria de meio ambiente, Jariane Faustino Mendes e o CRAS – Centro, representado pela psicóloga Nadja Thayonara de Oliveira e a Pedagoga Jaianny Priscila da Silva Medeiros.


A equipe técnica do CRAS apresentou um levantamento realizado nas comunidades acima descritas, onde foi diagnosticado que existem 62 barracos ou casas de taipa onde residem 52 famílias que vivem em situação precária de renda e moradia, ainda há 10 unidades de barracos que encontram-se fechados. Durante a apresentação foi informado aos conselheiros e convidados que algumas dessas famílias não residem a mais de cinco anos no município, como pede a lei 647/2015, e que muitas dessas casas já haviam sido interditadas pela defesa civil do município. O objetivo central da reunião foi para o Conselho Gestor de Habitação de Interesse Social  encaminhar propostas para solucionar os problemas de moradia daquelas famílias que ali residem em áreas de risco e preservação ambiental.


Após finalizar a apresentação do diagnóstico das famílias, a presidente do conselho gestor Marisa Rodrigues repassou a palavra aos representantes dos órgãos convidados, onde cada um colocou seus posicionamentos e o que já haviam feito nas áreas atingidas. Foi sugerida pela Presidente do Conselho a criação de uma comissão envolvendo conselheiros e representantes das secretarias de Meio Ambiente, Articulação, Defesa Civil e Assistência Social para solucionar as questões de ocupação e moradias dessas famílias, no qual o Vereador Edinor Albuquerque ressaltou da importância e agilidade das ações da comissão frente a essa questão. Assim sendo, ficou definida para o dia 27 de abril de 2016, a primeira reunião desta comissão.