quinta-feira, 22 de junho de 2017

Assistência Social de Guamaré/Creas dinamiza programa de atendimento à mulher – PAM.

Na ultima quinta-feira, (08), aconteceu reunião do grupo de mulheres no Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, unidade estatal de atendimento da proteção social especial da Secretaria de Assistência Social de Guamaré/RN. O acompanhamento do grupo de mulheres faz parte do plano de ação de 2017 que tem objetivo de concretizar o atendimento integral a mulher guamareense, visando ações articuladas do acesso à rede socioassistencial com as demais políticas públicas, buscando o fortalecimento e valorização da mulher e sua família na sociedade, de acordo com as diretrizes do Programa de Atendimento à Mulher (PAM), assim como disposto na Lei Municipal nº 647/2015.

Com participação da equipe técnica do CREAS, Karina Brito (Coordenadora); Cíntia Raquel (Assistente Social); Ingrid Vasconcelos (Advogada); Marília Cleyner (Psicóloga) e usuárias do SUAS acompanhadas pelo serviço, os trabalhos foram desenvolvidos para resgatar o grupo de mulheres já atendidas em anos anteriores. Esse primeiro momento com as mulheres, foi reservado para o levantamento das reais necessidades e assim traçar estratégias que efetivem e fortifiquem os direitos das mesmas.


Aconteceu a apresentação dos técnicos e usuários presentes, como forma de interação com o grupo. Na oportunidade elegeu-se de forma democrática, por votação o nome do grupo, sugeridas pelo público atendido no CREAS intitulado: Mulheres Vitoriosas; Mulheres Guerreiras e Raio de Luz.

Através de dinâmicas de abordagens pela equipe técnica do CREAS foram priorizadas pelas mulheres atendidas temas que serão  discutidas no grupo, das quais sugeriram: Os direitos das mulheres em caso de separação; Bolsa Família; quais são as atribuições do CREAS; trabalho com a rede sociassistencial e demais políticas públicas do município; sexualidade na adolescência; oficinas; São João do Grupo; passeios; drogadição; e explicações sobre o EJA (Educação para Jovens e Adolescentes) pelos quais serão agendadas quinzenalmente, dois encontros por mês.

Secretaria de Educação promove Projeto Leitura na Praça.


A Prefeitura Municipal de Guamaré, através da Secretaria de Educação, promoveu na noite desta sexta-feira (09), o Projeto Leitura na Praça. O evento aconteceu na praça de eventos da ponte do Rio Miassaba, contou com a participação de alunos da Rede Pública de Ensino Infantil, Pais e/ou Responsáveis, Professores, Coordenadores Pedagógicos, Diretores, envolvendo todo Corpo Escolar Docente.


A realização do Projeto teve como objetivo proporcionar ao público infantil, o incentivo para a prática do hábito da leitura e de ouvir histórias que proporcionem envolvimento e prazer, bem como, desperte a imaginação. A atividade propiciou a leitura de forma lúdica e promoveu apresentações culturais envolvendo vários personagens infantis que encantou os alunos.


Segundo a secretária de Educação, Cinthia Miranda, “O momento foi enriquecedor, uma vez que despertou às crianças presentes, o prazer pela leitura, a imaginação e interação, visto que a literatura infantil proporciona à criança um desenvolvimento emocional, social e cognitivo indiscutíveis. Neste sentido, quanto mais cedo a criança tiver contato com os livros e perceber o prazer que a leitura produz, maior será a probabilidade dela tornar-se um adulto leitor”. Concluiu.





Programa Renda Cidadã beneficia cerca de 2.300 famílias que vivem abaixo da linha de pobreza em Guamaré.

“Tem ainda quem enxergue os milhões arrecadados da Prefeitura Municipal de Guamaré. Eis, aqui apenas um dos muitos exemplos que mostra onde o dinheiro do povo vai parar”.  


“O que antes não era possível, hoje é possível!” disse Adriana Rosendo.

A Prefeitura Municipal de Guamaré, através da Secretaria de Assistência Social, com o propósito de implementar as políticas públicas de apoio às famílias que vivem abaixo da linha de pobreza, beneficia mensalmente cerca de 2.300 família do município com o Programa Renda Cidadã.

Mensalmente essas famílias passam a receber um cartão para compras no comércio local com o valor de R$: 125,00, as famílias contempladas são regulamentadas por lei, o programa tem um impacto positivo no comércio local, com a injeção de quase R$: 300.000,00 (trezentos mil reais) por mensalmente. Ressaltando que a cada período de 12 meses verificará as condições e critérios para permanência da família no programa.

O Programa é um benefício eventual destinado às famílias e pessoas com renda de um salário mínimo ou renda per capita familiar inferior ou igual a ¼ (um quarto) do salário mínimo e/ou com impossibilidades de arcar por conta própria com o enfrentamento de contingências sociais que provoquem riscos e fragilize a manutenção da unidade familiar, a sobrevivência de seus membros ou a manutenção da pessoa, para isso, a família ou pessoa beneficiada deverá estar cadastrada no Programa Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal atualizado, e residir no município há pelo menos cinco anos (exceto nos casos de calamidade pública).

“O cartão Renda Cidadã veio em boa hora para muitas famílias aqui em Guamaré, incluindo a minha. O Valor me garante a certeza de uma vida mais digna com meus filhos, com alimentação e a possibilidade de poder adquirir artigos básicos no mercadinho, que fica próximo a minha casa, o que antes não era possível, hoje é possível!”, Disse a Dona casa Adriana Rosendo.

SEMAS EMITE NOTA ESCLARECENDO QUE DECLARAÇÃO DE RENDA É AUTO DECLARATÓRIA E QUE ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES EM GUAMARÉ, É EXEMPLO PARA O RN.


Uma matéria irresponsável postada nas redes sociais mostra que muito se fala e pouco se sabe, uma vez que, a fiscalização do Ministério Público Federal, encontra inconsistência nas declarações dos Beneficiários do Programa Bolsa Família nos municípios, e cabe aos municípios averiguarem, ou seja, as declarações dos beneficiários como são auto declaratórias, cabe aos órgãos de controle fiscalizarem e a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), fazer os devidos procedimentos.

O Município de Guamaré tem o total de 4.018 famílias inscritas no Cadastro Único, sendo que 1.959 destas declararam ter renda per capita de até R$ 85,00 e 372 de renda entre R$ 85,01 e R$ 170,00.  Destas o Governo Federal beneficiou, no mês de maio de 2017, 1.887 famílias, ou seja, ainda 444 famílias inscritas no Cadastro Único, declararam está dentro do perfil do Programa, e ainda não foram beneficiadas.

Com o objetivo de diminuir as inconsistências, de 02 em 02 anos a SEMAS vem fazendo o recadastramento de todas as famílias do Cadastro Único, como acontece este ano. No ano passado, a Secretária Marisa Rodrigues, disse que foi realizada uma averiguação sobre uma lista enviada pelo Ministério Público Federa, onde os técnicos emitiram os devidos pareceres, deferindo alguns e indeferindo outros, já que as listas do MPF apontam irregularidades, mas isso, não quer dizer que elas existam. Resultando os seguintes números: Família de Servidores em averiguação foram de 366 famílias, destas 274 famílias – 75% tiveram os benefícios cancelados para a averiguação;  06 famílias – 2% mudaram de município; 30 famílias – 8% tiveram os benefícios liberados através de  parecer do Serviço Social e comprovação documental que as famílias estavam dentro dos critérios estabelecidos pelo Programa Bolsa Família e 56 famílias – 15% tiveram os benefícios bloqueados:, destas 24 famílias tiveram parecer emitido por assistente social favorável para continuarem a receber o benefício do Bolsa Família.


67 famílias eram de empresários (Beneficiários que abriram microempresas para gerirem algum tipo de negócio), destes 38 famílias – 57% tiveram os benefícios cancelados; 01 família 1% mudou de município; 02 famílias – 3% tiveram os benefícios liberados através de parecer do Serviço Social e comprovação documental que as famílias estavam dentro dos critérios estabelecidos pelo Programa Bolsa Família e 26 famílias – 39% tiveram os benefícios bloqueados para averiguação.

Ao final, foi encaminhado ao MPF ofício relatando todo o processo dessa averiguação com seguintes quantitativos alcançados: todas as situações identificadas na averiguação da auditoria realizada, quais foram: do total de 433 averiguações em novembro de 2016: 312 benefícios cancelados (72%), 07 benefícios transferidos para outros municípios (2%), 32 benefícios liberados por parecer do serviço social (7%) e 82 benefícios bloqueados e em processo de regularização ou cancelamento (19%).

Ressaltamos que as inconsistências em suspeitas pelo Ministério Público Federal, são de caráter auto declaratórias pelos beneficiários do PBF. A secretaria Municipal de Assistência Social atendeu a notificação e contribuiu para a averiguação dessas famílias no prazo estabelecido pelo MPF. Destacamos que houve uma diminuição significativa no número de beneficiários entre os dados de agosto e novembro de 2016 (período da realização da averiguação) Em agosto eram 1.779 beneficiários e Novembro foram 1.601, uma redução de 178 beneficiários.

Quanto a Gestão do Programa Bolsa Família, no tocante a Gestão Municipal, a Secretária Marisa Rodrigues, ressalta que os índices quanto as condicionalidades do Programa Bolsa Família, configuram entre as melhores do Estado, conforme números do Ministério do Desenvolvimento Social.

Vejam:

Em relação às condicionalidades, o acompanhamento da frequência escolar,   com base no bimestre de novembro de 2016, atingiu o percentual de 98,2%, para crianças e adolescentes entre 6 e 15 anos, o que equivale a 1.456 alunos acompanhados em relação ao público no perfil equivalente a 1.483. Para os jovens entre 16 e 17 anos, o percentual atingido foi de 92,4%, resultando em 306 jovens acompanhados de um total de 331.

Já o acompanhamento da saúde das famílias, na vigência de dezembro de 2016, atingiu 98,2 %, percentual equivale a 1.740 famílias de um total de 1.772 que compunham o público no perfil para acompanhamento da área de saúde do município.

Fonte: http://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/RIv3/geral/relatorio.php#Visão Geral


quarta-feira, 21 de junho de 2017

II FÓRUM DOS TRABALHADORES DO SUAS DE GUAMARÉ ELEGE DIRETORIA EXECUTIVA.

O Conselho Municipal de Assistência Social de Guamaré – CMAS, e a Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS, realizou nesta terça-feira (06). com as categorias dos profissionais de nível superior, médio, fundamental e estudantes de serviço social o II 


Fórum Municipal dos Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, com os objetivos de fazer  um estudo mais aprofundado das dimensões que irá marcar o mote da VII Conferência Municipal de Assistência Social do município de Guamaré, que traz a temática “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS, como espaço preparatório para as discussões com os usuários da assistência social e demandas dos trabalhadores focadas na sua organização política.


O II Fórum ocorreu em dois momentos, a tarde no Clube Municipal Vicente Brito de Miranda – Orla do Rio Aratuá com a abertura da secretária de assistência social, Marisa Rodrigues, a Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Neide Pereira e a convidada Palestrante Auricéa Xavier de Souza mestre em Políticas Sociais pela Universidade Federal Fluminense, além de técnica atuante na Proteção Especial da 



Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social – SEMTAS da cidade do Natal/RN. As falas iniciais foram destacadas pela secretária de assistência social, Marisa Rodrigues no apoio a iniciativa dos trabalhadores se organizarem para discutir o fortalecimento da política pública da assistência social, como também demarcar o espaço político do Fórum dos trabalhadores nas discussões que ora passa o País no desmonte da seguridade social brasileira, das conquistas sociais e na defesa da classe trabalhadora.



Na fala de Auricéa Xavier de Souza, deu ênfase aos trabalhadores da assistência social na condução efetiva do compromisso com os usuários do Sistema único de Assistência Social – SUAS para garantir direitos e empoderamento na mobilização e participação social.
Auricéa Xavier ressaltou a sua satisfação e alegria em encontrar em  Guamaré a estruturação do sistema implantado no sentido de ser uma cidade de Pequeno Porte I, em contar com todos os serviços concernentes à Política de Assistência Social, com os serviços de Proteção Básica (CRAS), Média (CREAS) e Alta Complexidade (Serviços e Unidade de Acolhimento), bem como demais serviços que suprem as demandas dos usuários atendidos pela SEMAS de Guamaré, com destreza, compromisso, respeito e, principalmente, como direito conquistado.



A noite aconteceu no auditório da Escola Municipal Benvinda Nunes Teixeira, as oficinas, onde a categoria dos trabalhadores do SUAS Guamaré se envolveram em quatro eixos: 1º – A proteção Social não-contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos Socioassistenciais; 2º – Gestão democrática e controle social: o lugar da sociedade civil no SUAS; 3º – Acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos Socioassistenciais; 4º – A legislação como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos Socioassistenciais.



Diante desse exercício de pensar, articular e compartilhar opiniões, visões e contribuições a respeito dos parâmetros socioassistenciais nas instâncias municipal, estadual e federal, que implicam diretamente nas incumbências dos trabalhadores do SUAS, bem como resgatá-los enquanto sujeito de direitos, cada eixo oportunizou aos trabalhadores o 



compromisso na defesa da política pública da assistência social. Por fim, ocorreu a eleição dos representantes da Diretoria Executiva do Fórum dos Trabalhadores do SUAS de Guamaré (FMTSUAS-GUAMARÉ/RN), sendo eleitos três trabalhadores de nível superior, três representantes de nível médio e dois representantes dos estudantes do curso de Serviço Social, formalizando a criação permanente do FMTSUAS-Guamaré/RN, com objetivo de fortalecer a categoria dos trabalhadores na “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS”.




Tecnologia a serviço da educação em Guamaré.

O investimento em tecnologia Educacional traz resultados para a gestão municipal em Guamaré. O uso do portal Clickideia por alunos da rede pública de ensino ajuda no desenvolvimento de conteúdos educacionais e de metodologias pedagógicas, que chegam mais rápido através do acesso a essa ferramenta.
Dados divulgados pela Secretaria Municipal de Educação revelam que desde o início da implantação do projeto, em meados de 2015, mais de 2 milhões de acessos já foram computados. A plataforma digital abrange desde a educação infantil, ensino fundamental e EJA, onde são desenvolvidas diversas atividades.
“O portal, por exemplo, contribui para a preparação dos alunos para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP,” esclareceu a Secretária Municipal de Educação, Cynthia Miranda, otimista quanto à adesão da comunidade a ferramenta tecnológica que vem colaborando com os avanços no ensino público de Guamaré.



II Fórum dos Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social.

Nesta terça-feira, 06 de junho, a partir das 14h, Guamaré realizará o II Fórum dos Trabalhadores do SUAS (Sistema Único de Assistência Social). O evento, promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, abrirá o período Pré-conferencial da Assistência, que este ano abordará o tema “Garantia dos Direitos no Fortalecimento do SUAS”.
O II Fórum dos Trabalhadores do SUAS terá como objetivo trabalhar as questões que serão abordadas na VII Conferência Municipal de Assistência Social, capacitando-os para levar este diálogo ao usuário direto da Assistência Social. Na ocasião, também será formalizada a criação permanente do Fórum Municipal dos Trabalhadores do SUAS de Guamaré/RN, através da leitura da Carta de Princípios do Fórum, com intuito de fortalecer a categoria dos Trabalhadores.
Além da presença da Secretária Municipal de Assistência Social, Marisa Rodrigues, o Fórum trará como convidada Auricéa de Souza, mestre em Políticas Sociais, pesquisadora da área de infância e juventude e membro titular do Comitê Técnico de Políticas Públicas sobre Drogas – CoTec de Natal/RN.




CONQUISTA: GUAMARÉ É PREMIADA NO X ENCONTRO NACIONAL DE VIGILÂNCIA SOCIOASSISTENCIAL.


A presença e participação de Guamaré, através da Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS no X Encontro Nacional, ocorreu nestes dias 24 a 26 de maio em Brasília/DF, teve um caráter especial, por ter sido um dos municípios selecionados na 1ª Mostra de Experiência em Vigilância Socioassistencial organizado pela Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário- MDSA. De 106 experiências inscritas de 78 municípios de diversos Estados brasileiros, apenas 26 municípios foram selecionados dentre esses Guamaré ficou na 5ª colocação a nível Nacional.

A experiência selecionada de Guamaré, trata de Benefícios Sociais de Transferência de Renda: A Integração do Programa Municipal Renda Cidadã ao Cadastro Único. A partir dessa integração todos os beneficiários do ¨Renda Cidad㨠passam a ser identificados pelo NIS ( número de identificação social) inserido no cartão magnético, identificação no Formulário Suplementar 1 do Cadastro Único, no campo 2.01, item 5, como forma de controle do benefício.

Desde o ano de 2013, quando começou a varredura das inconsistências, o município possuía em números absolutos 2.858 beneficiários no “Renda Cidadã”. Ao longo de um ano, este número foi reduzido para 2.172 pessoas recebendo o benefício. Após o cruzamento, foram identificadas as seguintes situações: 1.463 recebiam o “Renda Cidadã” e eram Responsável Familiar (RF) no Cad. Único; aqueles que recebiam e não eram Responsável Familiar (RF) no Cad. Único, total de 898. 


Os localizados com cadastro em outro município, total de 129 pessoas; aqueles que não possuíam cadastro, logo, que não tinham NIS, total de 368. Isso se deu graças a averiguação de dados, que culminaram no cancelamento das irregularidades. Também é importante destacar o aperfeiçoamento da Gestão das Condicionalidades do Programa Bolsa Família, que são as mesmas utilizadas pelo Programa Renda Cidadão, e que no mês de março/2017 apresentou o seguinte resultado identificado no site http://www.mds.gov.br/bolsafamilia: Perfil Educação com um total de 1.814 crianças e jovens de 6 a 17 anos do Programa Bolsa Família- PBF no município; 1.762 crianças/jovens com Taxa de Acompanhamento de Frequência Escolar (TAFE): 97,13% Média nacional TAFE: 92,57%. Perfil Saúde: Total de famílias com perfil saúde no município: 1.772 famílias, famílias acompanhadas: 1.740 famílias com Taxa de 


Acompanhamento de Agenda de Saúde (TAAS): 98,19% Média nacional TAAS: 78,25%. Esses excelentes resultados foram primordiais para garantir a obtenção da conquista do Selo Unicef município aprovado no final de 2016. Por fim, A Lei Municipal do Sistema Único de Assistência Social – SUAS 647/2015 veio consolidar o trabalho desenvolvido nesse período, dando aporte legal e prosseguimento na articulação intersetorial.

Além da premiação, Guamaré foi convidado para participar de uma mesa de discussão sobre o cadastro único como fonte de dados da realidade municipal em que a secretária Marisa Rodrigues destacou a experiência da Gestão de Guamaré pautando na importância e relevância do cadastro único como ferramenta de dados imprescindível para elaboração de diagnósticos e planejamento dos programas, serviços, benefícios e projetos a serem contemplados para os usuários da assistência social. Outro momento importante foi a participação de Guamaré em uma roda de conversa com os demais municípios socializando a experiência apresentadas pela Secretária Marisa e o Coordenador do Cadastro Único Francisco Caio, colaborando na identificação dos desafios para tomada de decisões na gestão
A Secretária Marisa Rodrigues, considerou a participação de Guamaré no X Encontro Nacional como exitosa, demonstrando a qualidade da gestão da política de Assistência social em Guamaré na implantação da Vigilância Socioassistencial, focalizando a gestão do cadastro único, como fonte de dados oficial, onde encontra-se 80% das famílias inseridas, em constante atualização, cerca de 3.929 famílias, sendo que 3.344 com renda até meio salário mínimo. 
Segundo a secretária Marisa Rodrigues são essas famílias que o atual governo do Prefeito Hélio Willamy  busca atender como uma das metas da assistência social, focando no planejamento integrado para assim minimizar as desigualdades e avanços nos índices de atenção a essas famílias.



                    









Prefeitura reabre os restaurantes populares em Salina da Cruz e Baixa do Meio.

Os restaurantes populares da comunidade de Salina da Cruz e do distrito de Baixa do Meio já estão funcionando a todo vapor. Mantidos pela Prefeitura de Guamaré, as duas unidades juntas vão servir diariamente uma média diária de cerca mil refeições. Os beneficiários pagam R$ 1 real pela refeição completa, servida acompanhada de suco e sobremesa.

Instituído pela Lei Municipal n°. 539/2011, o programa “Programa Especial de Segurança e Suplementação Alimentar – PRESSA” tem por finalidade garantir o fornecimento de alimentos saudáveis, em quantidade suficiente à população em risco social e econômico e àqueles inseridos abaixo da linha de pobreza.


“Só sabe o valor dessa ajuda quem precisa se alimentar e botar os filhos para a escola de bucho cheio todo dia e não tem condições para isso”, avaliou a dona de casa Maria de Fátima Silva, separada do marido e mãe de três filhos. Dona Maria é moradora da comunidade de Baixa do Meio.






Meio Ambiente é tema na Escola Municipal Olindina Vieira da Câmara Olegário.

A Prefeitura Municipal de Guamaré, através da Secretaria de Meio Ambiente, realizou no dia (24),, uma ação sobre a reciclagem no Centro de Educação Infantil Olindina Vieira Câmara, cujo objetivo foi de mostrar de forma lúdica para as crianças da referida escola, a importância da reciclagem e também a confecção de brinquedos utilizando embalagens que iriam para o lixo.
A equipe de profissionais da SEMURB ressaltou sobre a preservação do meio ambiente como também os cuidados que se deve ter com o lixo doméstico. Estiveram presentes Professores, Alunos, ASGs, Coordenador Pedagógico, Porteiro, e demais funcionários. Materiais usados para a confecção dos brinquedos recicláveis foram: Cola quente, tampinhas de garrafa pet, palitos de picolé, bilocas, tinta guache, cds ou dvds usados.
Participaram 136 crianças, nos horários matutino e vespertino. Esta ação educativa que abrange alunos da rede pública é uma parceria da secretaria de Educação com a Secretaria de Meio Ambiente.

No processo de reciclagem, que além de preservar o meio ambiente também gera riquezas, os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico. Esta reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar.

Guamaré implanta estratégia de segurança pública articulada com o Governo Federal.

Guamaré já pode se orgulhar de fazer parte de um seleto grupo de municípios brasileiros que conseguiram implantar o Núcleo de Justiça Comunitária, órgão ligado ao Ministério da Justiça. A aula inaugural do projeto aconteceu nesta quarta-feira, 24, no plenário da Câmara Municipal.
“O objetivo do Núcleo de Justiça Comunitária é atender as comunidades de Morro do Judas, Quilombo e Lagoa Seca, onde existe uma população estimada em 3 mil habitantes. Hoje iniciamos a capacitação de 35 agentes comunitários em mediação de conflitos, sendo esta a primeira etapa desse projeto”, explicou Francisco Gomes, Secretário Municipal de Segurança.
Para o prefeito Hélio Willamy, a iniciativa coordenada pela Secretaria de Segurança, Defesa Social e Patrimonial reflete o nível de comprometimento da gestão com a promoção dos direitos e a pacificação de conflitos nas comunidades. No Rio Grande do Norte, o projeto tem núcleos apenas em Canguaretama e na cidade de Mossoró e está em fase de implantação na capital.
Uma equipe multidisciplinar formada por um advogado, um assistente social, um psicólogo e um pedagogo atua diretamente na formação e orientação dos Agentes de Justiça Comunitária no município. Os agentes são jovens e adolescentes na faixa etária de 16 a 20 anos, alunos da Escola Estadual Monsenhor Joaquim Honório.


DESAFIANDO NOVOS SABERES DIGITAIS: O MUNDO DA TERCEIRA IDADE E A INCLUSÃO DIGITAL

A secretaria de Educação de Guamaré abraçou de vez os novos saberes digitais e promoveu um trabalho em parceria com a Secretaria de Esportes (Vida Saudável) que tem como principal objetivo incluir o público da Terceira Idade no mundo das mídias digitais


A secretaria de Educação entende que o mundo contemporâneo tem demandas que se utilizam da comunicação digital e o público idoso precisa se inteirar de seu uso. O principal desafio é trabalhar as tecnologias da informação e da comunicação digital com essa parcela da nossa sociedade a fim de superar resistências e englobá-los na socialização dos novos tempos da interação interpessoal, dos vínculos afetivos e dos saberes digitais. Essa ação busca valorizar o idoso dentro de um espaço pouco conhecido por ele, mas necessário para a sua inclusão numa sociedade cada vez mais conectada com o mundo virtual.


A ação da secretaria, através do Portal Clickideia, no Projeto Vida Saudável (Secretaria de Esportes e Lazer) inclui desde do primeiro contato dos idosos com o manuseio da máquina e do “mouse”(trabalho com a coordenação motora) até jogos didáticos que ampliam a percepção da memória e os levam para o processo de Alfabetizacão Digital. Tudo isso, de modo lúdico e interativo.


I Encontro da Formação Continuada do PNAIC-2017

A coordenação local do PNAIC – Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa,  através da Secretaria Municipal de Educação realizou neste mês de maio o I Encontro Pedagógico da Formação Continuada, dando extensão as oficinas do III ciclo de Formação do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa-PNAIC.

O encontro aconteceu no espaço do auditório da Escola Municipal Benvinda Nunes Teixeira, das 19h às 22h, tendo como pauta: retomada dos objetivos de aprendizagens da Matemática, eixos de aprendizagem, planejamento de sequências didáticas, sendo o público alvo professores, coordenadores pedagógicos, coordenadores escolares e diretores do ciclo de alfabetização (1º ao 3º) ano do Ensino Fundamental 

A proposta pedagógica da formação tem como princípio a realização de práticas envolvendo a ludicidade, visando assim, permitir que as nossas crianças   aprendam e vivam o seu tempo de criança envolvendo a ludicidade, visando assim, permitir que as nossas crianças   aprendam e vivam o seu tempo de criança.