quarta-feira, 24 de junho de 2015

NUCA DE GUAMARÉ EM AÇÃO PELA CIDADANIA

O Núcleo de Cidadania dos Adolescentes – NUCA de Guamaré tem realizado com empenho a agenda de atividades do Selo UNICEF neste ano de 2015, como também dos eventos das secretárias envolvidas no processo do Selo. 


No mês de fevereiro o Núcleo realizou a Campanha Fora da Escola Não Pode! Com a estratégia informativa nos distritos, sede do município e assentamentos com visitas aos domicílios levando a informação da importância da matricula escolar na rede de ensino para as famílias que tem filhos em idade escolar. 


A campanha foi desenvolvida com panfletagem casa a casa para disseminar a seriedade da necessidade das crianças e adolescentes de 04 a 17 anos estarem matriculados e cursando o ensino básico. A mensagem dos adolescentes do NUCA GUAMARÉ-RN, foi a que: “ escola é o melhor caminho onde os pais devem ensinar aos seus filhos a percorrerem, educação é primordial a formação de todo cidadão”. 


No dia 12 de março o Núcleo participou de uma reunião com a Articuladora Municipal do Selo a senhora Marisa Rodrigues da Silva, onde foi discutido a agenda e o planejamento das atividades que os adolescentes desenvolverão durante o corrente ano. Entre as atividades estão: A continuidade do mapeamento de espaços de oportunidades a criança e adolescentes; as 10 oficinas – Competências para a vida; as campanhas: Combate a Exploração sexual contra Crianças e Adolescentes – Maio/2015, Enfrentamento ao Trabalho Infantil – Junho/2015, Semana do Bebê – Outubro/2015, Outubro Rosa/Novembro Azul – Saúde – Outubro/2015, Combate ao HIV/AIDS – Saúde – Dezembro/2015, Adolescentes de 16 e 17 anos com título de eleitor e demais ações. 


Outro ponto importante da reunião foi a efetivação dos adolescentes do NUCA no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.  Estes a partir de então foram referenciados pelo CRAS através do SCFV. Nesta reunião foi apresentado para assumir a  coordenação do Núcleo o técnico da Assistência Social Caio Farias, que em conjunto com os adolescentes decidiu que os encontros passaria a serem todas as terças e quintas, com a Coordenação do NUCA e com as técnicas de referência do CRAS, respectivamente. 


Neste mesmo mês de março a Bióloga Lúcia de Fátima Araújo proferiu uma palestra sobre o combate a Dengue, onde enfatizou a importância do engajamento dos adolescentes para promover um enfrentamento a este problema que só aumenta no nosso município. Ainda no mês de março, no dia 26, o Núcleo realizou uma Oficina de Desenho no CRAS de Baixa do Meio, com a participação do colaborador Hairton Gomes.


O objetivo desta Oficina foi de produzir desenhos que farão parte da arte gráfica do Plano Municipal pela Primeira Infância de nosso município, Plano este que foi aprovado pelo CMDCA na ultima reunião no dia 18 de junho. 


Paralelo a isto, também no mesmo mês os adolescentes concluíram o Mapeamento de Oportunidades de Espaço para Crianças e Adolescentes, um dos passos que os NUCAs devem cumprir. Foi cadastrado no REDE NUCA 19 espaços do nosso munícipio, entre eles, Projetos Governamentais, Grupos culturais e Religiosos. 


Em abril, os adolescentes se preparam para participar da 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que foi realizada no dia 14. Na ocasião os mesmos atuaram como delegados na Conferência e dentre eles foram eleitos os adolescentes Leonilson dos Santos Oliveira, 17 anos e Maria Helena Maciel Bezerra, 16 anos, onde representarão Guamaré na Conferência Estadual que se realizará em agosto deste ano. 


Ainda em abril, a Secretária de Assistência Social e Articuladora Municipal do Selo Unicef a senhora Marisa Rodrigues, assinou o Termo de Compromisso e Adesão da Formação Sociopolítica de adolescentes e Jovens em Direitos Humanos, coordenado pelo  CEDECA Casa Renascer. E o NUCA Guamaré participa ativamente desta Formação através dos jovens Leonilson dos Santos Oliveira e Marcileide Julião Galvão, ambos de 17 anos. Maio foi um mês bastante produtivo para o Núcleo. 


Iniciaram o mês nas comemorações da Emancipação Politica de Guamaré, participando do Desfile no dia 07 realizado pela Prefeitura através das secretarias municipais que desfilaram apresentando seus serviços e programas. 


A Secretaria Municipal de Assistência Social fechou o desfile destacando os projetos e atendimentos nas Proteções Sociais Básica, Média e Alta Complexidade. Trazendo na última a ala a importância do Selo UNICEF e Núcleo de Cidadania dos Adolescentes. Outra atividade foi os  Fóruns Comunitários do Processo Eleitoral Unificado para Conselheiros Tutelares que foi realizado no período de 11 a 15 nas localidades do município. 


Tiveram um papel importante nesse processo de sensibilização da comunidade voltada para o publico jovem, foram responsáveis pela informação lúdica dos fóruns através de uma peça teatral e apresentaram um levantamento dos adolescentes de 16 e 17 anos que ainda não se inscreveram na justiça eleitoral, incentivando os mesmos a realizarem essa inscrição e dessa forma atuarem como cidadãos no processo eleitoral unificado dos conselheiros tutelares.


Esse levantamento foi realizado por eles em cada povoado da nossa cidade, casa a casa. Na semana seguinte, do dia 18 a 22 estiveram engajados também na semana alusiva ao 18 de Maio – Dia Nacional  Contra o Abuso e Exploração Sexual de Criança e Adolescentes, onde participaram do 4º Fórum desta temática e da caminhada e abraço simbólico na praça que encerrou as atividades da semana. Em Junho, os adolescentes cumpriram mais uma etapa do Selo UNICEF. 


Sendo o dia 12 de junho – Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, realizaram em parceria com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Campanha contra o Trabalho Infantil nas escolas municipais: Maria Madalena da Silva, localizada em Baixa do Meio e Benvinda Nunes Teixeira, Localizada no Centro. 


Apresentaram uma esquete teatral que narra a vida do garoto JP que deixa de ir a escola sem explicação, até que num determinado dia ele encontra com um dos colegas de classe e explica que está sendo impedido de estudar porque tem que trabalhar para ajudar aos pais a suprir as necessidades de casa. Mas, 




os demais colegas e sua professora procura ajudar o JP através da sensibilização da problemática que ele enfrentava, fazendo com isso alcançar os seus pais que eram responsáveis por esta situação. Ao passar de alguns dias os pais do garoto consegue contornar o problema e possibilitando do filho voltar a estudar. 



A Esquete é encerrada com o lema: Trabalho? Só se for da escola. O texto foi baseado e adaptado da peça: trabalho eu topo! Mas só se for escolar, disponibilizado no site PROMENINO - http://www.promenino.org.br/noticias/arquivo/teatro-trabalho-eu-topo-mas-so-se-for-escolar 






































O NUCA Guamaré ainda tem uma agenda extensa para cumprir durante o 2º semestre do ano, com a capacidade do envolvimento desses jovens de transformar sua realidade, contribuindo  na participação social e fortalecimento nas ações de cidadania em nosso município, destaca a Secretária e Articuladora Municipal do Selo, Marisa Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário