sexta-feira, 17 de julho de 2015

SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE GUAMARÉ PROMOVE A INCLUSÃO SOCIOPRODUTIVA DOS CATADORES

A Prefeitura Municipal de Guamaré/RN, em parceria com a Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social – SETHAS/RN, através de acordo firmado com a Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar – FUNDEP, trouxeram para o município o “Projeto Inclusão Socioprodutiva de Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis do Rio Grande do Norte”, cujo objetivo é contribuir para inclusão social e econômica dos catadores de materiais recicláveis atuantes no município, bem como seus familiares, no intuito de fomentar empreendimentos econômicos solidários.


A Secretaria Municipal de Assistência Social – SEMAS, por meio dos setores CRAS/Centro e ACESSUAS Trabalho, cumpriram a primeira etapa do Projeto, que tinha por objetivos: identificar, sensibilizar e cadastrar os catadores e seus familiares. Tal identificação teve como subsídio o acompanhamento dos catadores já realizado pelo CRAS/Centro, tendo como base o público inscrito no Cadastro Único/PBF. 


A mobilização ocorreu nas localidades do Morro do Judas e Quilombo, comunidades onde residem a maioria dos catadores atuantes em Guamaré, e cuja identificação está voltada para o trabalho social coletivo, sendo, preferencialmente, público elegível ao processo de credenciamento para Agente Mobilizador.


Feita essa busca ativa, a equipe do CRAS/Centro foi diretamente ao lixão, junto com a equipe ACESSUAS Trabalho, para mobilizar todos os trabalhadores à reunião realizada no dia 10 de maio 


de 2015, na Sala de Multiuso do CRAS/Centro, às 19h, visando informá-los acerca do Credenciamento e Processo Seletivo de Agentes Mobilizadores de Desenvolvimento Solidário/Mobilizadores Sociais (Edital 04/2015), referente ao Projeto de Inclusão Socioprodutiva.


Na ocasião, as duas equipes falaram brevemente sobre os objetivos do Projeto, bem como o caráter seletivo do mesmo, ou seja, nem todos seriam contemplados, mas haveria uma seleção, realizada pela 


própria FUNDEP, que acarretaria na capacitação e provimento de uma bolsa no valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) para o candidato selecionado. A reunião contou com a presença de 15 (quinze) trabalhadores, entre os catadores e seus familiares


Nenhum comentário:

Postar um comentário