quarta-feira, 14 de maio de 2014

PROMOTORA DE JUSTIÇA DRª ISABEL DE SIQUEIRA MENEZES PARTICIPA DO 3º FÓRUM DE COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES REALIZADO EM GUAMARÉ.


Drª Isabel de Siqueira Menezes, Promotora da Vara da Infância e da Juventude de Macau, que atende o município de Guamaré. Foi hoje, dia (14) muita aplaudida pelo o público presente no plenário da câmara de vereadores, mediante o brilhante discurso feito pela magistrada no 3º Fórum de Combate ao Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes (que é lembrado nacionalmente no dia 18 de Maio).
Drª Isabel de Siqueira respondeu com clareza e fundamentada nas Leis, todas as perguntas feitas pelo o público presente.

Abusar de criança é crime. E a contribuição da sociedade apresenta-se como alternativa imprescindível no enfrentamento do problema. Drª Isabel Menezes destacou que os principais casos de abuso acontecem dentro de casa, daí a dificuldade de tratar sobre o assunto. “Os profissionais envolvidos, sejam assistentes sociais, psicólogos, professores, que acompanham diariamente os alunos em sala de aula, e demais atores sociais, tem papel importante a desempenhar”.

Segundo a promotora, é possível identificar mudanças na atitude, que podem ser indícios de violência sexual. “Outra ação viável é reforçar junto à criança e o adolescente, a diferença entre carinho e o que pode ser abuso, para que eles mesmos percebam e relatem algum comportamento anormal”, afirmou Drª Isabel.
No término de seu discurso, era plausível ver a satisfação do público pelos os esclarecimentos feitos pela magistrada.

A Promotora de Justiça Drª Isabel de Siqueira Menezes é comprometida com a missão do Ministério Público, “Promover a justiça, servindo à sociedade na defesa de seus direitos fundamentais, fiscalizando o cumprimento da Constituição e das Leis, e defendendo a manutenção da democracia”.
Isto já credencia a magistrada ter o respeito, a confiança e a admiração da população de Macau e Guamaré que precisam da atuação do Ministério Público, principalmente na área de Combate ao Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes.

Denuncie: Se você tem conhecimento de algum caso de abuso sexual infanto-juvenil, faça sua parte, não fique calado. Sua colaboração é fundamental para que crimes como este, que deixam marcas incuráveis nas vítimas, não aconteçam. Por tanto, denuncie, DISQUE 100. Caso seja melhor, procure também outros órgãos do município, como CREAS, Conselho Tutelar e Delegacia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário