quarta-feira, 14 de maio de 2014

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E CREAS RELIZA 3º FÓRUM MUNICIPAL DE COMBATE AO ABUSO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM GUAMARÉ.

As dependências do Plenário da Câmara Municipal de Vereadores em Guamaré, foram completamente tomadas por ocasião do 3º Fórum Municipal de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, promovido pela Prefeitura Municipal através da Secretaria de Assistência Social e do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), além do Conselho de Diretos da Criança e do Adolescente e Conselho Tutelar.



Estudantes, autoridades religiosas, civis e militares, além de educadores, marcaram presença para saber mais sobre esse grave problema que preocupa a todos em geral. A vice-prefeita Maria de Souza, mas conhecida como Pretinha prestigiou o evento.



O 3º Fórum Municipal de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, foi coordenado pelo o médico e Secretário Municipal de Saúde Dr. Adriano Diógenes.


Entre os palestrantes, Drª Isabel de Siqueira Menezes, Promotora da Vara da Infância e da Juventude de Macau, e Hildete Mendes, Coordenadora do Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência Sexual Contra a Criança e Adolescente. Hildete foi indicada pela Casa Renascer.


No discurso da promotora Drª Isabel Menezes, a magistrada disse que é possível identificar mudanças na atitude, que podem ser indícios de violência sexual. “Outra ação viável é reforçar junto à criança e o adolescente, a diferença entre carinho e o que pode ser abuso, para que eles mesmos percebam e relatem algum comportamento anormal”, finalizou.


Hildete Mendes em seu pronunciamento disse que “Considerava a pedofilia como a mãe de todos os crimes hediondos. Quem comete a maioria dos delitos são justamente aqueles que deveriam proteger as crianças e os abusos acontecem geralmente dentro da própria casa das vítimas”, concluiu.


A Secretária Municipal de Assistência Social Marisa Rodrigues disse que, o aspecto mais revolucionário do Estatuto da Criança e do Adolescente foi que a criança e o adolescente passaram a serem vistos como sujeitos de direito da sua própria historia.


O ECA conseguiu gerar um sentimento de indignação frente a situações inaceitáveis como o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Hoje já se ver um maior disposição de governos, do setor privado e da sociedade em geral  em trabalhar o problema.



Temos muitos desafios a enfrentar, o maior deles, é salvar nossas crianças e adolescentes dos agressores. Não suporto ver a agonia, a dor, a vergonha e a humilhação no olhar das crianças e adolescentes molestados.


As Políticas Públicas tem um papel fundamental em reverter esse quadro perverso e desafiante. Não vamos dar conta isoladamente, é preciso que todos se unam em defesa das nossas crianças e adolescentes, concluiu.




O Prefeito Hélio Miranda, garantiu em sua fala que sua administração está atenta ao problema, e se dispôs a fazer de tudo o que estiver ao seu alcance para combater  no município o Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes.



No final o debate foi aberto ao público com perguntas, as quais foram respondidas pelas as palestrantes. Secretários como Larissa Nayara, Iracema Morais, Mário de Lucila e o público usaram da palavra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário