quinta-feira, 13 de novembro de 2014

PREFEITURA MUNICIPAL, SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, ATRAVÉS DO SETOR DO CADÚNICO E BOLSA FAMÍLIA REALIZAM O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NAS COMUNIDADES

Deu-se no dia 12 de Novembro de 2014 no assentamento de Umarizeiro ás 8h, e no assentamento de Lagoa de Baixo ás 15h.


A abertura da ação titulada como “Programa Bolsa Família nas Comunidades”. Têm como objetivo de levar informações sobre o Cadastro Único e Bolsa Família, para que as comunidades de Guamaré tenha conhecimento dos programas sociais, da importância de estarem inseridos e também no comprimento das condicionalidades.


A ação foi antecipadamente planejada pela a coordenadora do Programa Bolsa Família e Cadastro Único – Jocilda Maria Ferreira Dantas, indo aos locais e fazendo a mobilização junto aos presidentes dos assentamentos, no Umarizeiro o presidente o senhor Nazareno e em Lagoa de Baixo a senhora Francinete. Também esteve na secretaria de agricultura e convidou um representante para que pudesse participar das palestras e também repassar pra os assentados todos os programas que vem para a secretaria de agricultura, como se cadastrar e critérios a cumprir. Para, além disso, foi preparada uma pequena apostilha para ser entregue como reforço da pauta.


A palestra foi ministrada por Jocilda, na qual iniciou a fala agradecendo a presença de todos e perguntou aos presentes se sabiam o que era cadastro único (e nenhum soube ou se sentiram envergonhados de responder), Então a partir dai foi feita a explanação do que era o Cadastro único para os programas do governo federal, mais que também o governo estadual e municipal também 


pode filtrar da base do município um público para trabalhar as políticas públicas, foi falado que existem outros programas que utilizam o cadastro para promovem às famílias beneficiárias, oportunidades e condições para superar a pobreza de forma sustentável, abrangendo 


diferentes áreas como educação, trabalho, cultura, microcrédito, capacitação e melhoria das condições habitacionais, a exemplo disso têm o PRONATEC SOCIAL; Programa BRASIL ALFABETIZADO; Programa MAIS EDUCAÇÃO; Programa MINHA CASA, MINHA VIDA ; 


Cartão MINHA CASA MELHOR; Tarifa Social de Energia Elétrica; Telefone Popular; Programa CISTERNAS; Isenção de Taxas de Concursos Públicos; Benefício Previdenciário Especial para “donas e donos de casa”; Auxílio Emergencial de Estiagem (Bolsa Estiagem); Programa CRACK, é possível vencer; Farmácia Popular; Rede de Proteção Social (CRAS e CREAS); Programa BRASIL SORRIDENTE; Programa OLHAR BRASIL; Programa REDE CEGONHA; Programa MULHERES MIL; Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER); Programa LUZ PARA TODOS; Programa ÁGUA PARA TODOS;   ECONOMIA SOLIDÁRIA; Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Bolsa Família, que é um programa de transferência direta de    renda com condicionalidades, voltado para famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. Quando foi falado sobre o programa bolsa família, surgiram muitas perguntas sobre os valores dos benefícios, mas foram tiradas todas as dúvidas.


E dando continuidade falou-se sobre a quantidade de agricultores e assentados cadastrados no cadúnico e que necessitava que todos estivessem na base do município para o acesso aos recursos que poderão vir para os mesmos. Na fala do senhor conhecido por Dedé (secretaria de agricultura), relatou sobre A Secretaria Municipal de Agricultura que tem como função coordenar a política agrícola do Município, prestando assistência e apoio a produtores rurais; controlar, coordenar e gerir o sistema de abastecimento e segurança alimentar; realizar a vigilância e fiscalização sanitária dos produtos alimentícios e empresas comerciais de gêneros alimentares; coordenar, fomentar  e desenvolver políticas de produção familiar de gêneros alimentícios; criar, manter  e  conservar  unidades, equipamentos e instalações para apoio e desenvolvimento da política agropecuária, 


agroindustrial e de abastecimento; apoiar, planejar, coordenar e executar programas de capacitação de agricultores e trabalhadores rurais, por meio do Centro Tecnológico da Agricultura Familiar; disponibilizar dados e informações de interesse público, no âmbito  das atividades executadas pela Secretaria, para os munícipes, profissionais e estudantes que atuam junto ás áreas de agricultura e abastecimento. Ressaltou sobre os diversos programas que a secretaria em questão tem para os assentados e que muitos dos cadastrados tinham que manter os dados atualizados via sistema. E que ele junto à secretaria estava fazendo visitas aos lotes e tirando fotos dos diversos tipos de criação, ovino, caprino, bovino, etc. Para a partir dai preenchidas as informações serem anexadas as fotos ao processo.


Estiveram presentes na palestra Jocilda – coordenadora do bolsa, Rayane (operadora Máster de Baixa do Meio/distrito), Micilene - (operadora Máster de Guamaré/sede), Maria dos Prazeres (operadora do sistema de Guamaré/sede, o representante da Secretaria de Agricultura – Dedé, a Presidente do assentamento de Lagoa de Baixo – Francinete, o Presidente do assentamento do Umarizeiro – Nazareno e 53 moradores do assentamento Umarizeiro e 25 moradores do assente. de Lagoa de Baixo.


A coordenadora Jocilda encerrou a palestra convidando a todos para comparecerem aos setores do CRAS/BXM, Secretaria de Agricultura e Assistência Social/GMR, para regularizarem a situação cadastral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário