quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

COORDENAÇÃO ESTADUAL DA ODM/PNUD REALIZA A 1ª OFICINA COM O NÚCLEO NÓS PODEMOS DE GUAMARÉ


Objetivando melhorar os Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do município de Guamaré através das políticas públicas, gestores e técnicos de várias secretarias municipais participaram na manhã desta quarta-feira (10), da primeira oficina de planejamento do núcleo ODM Nós Podemos Guamaré.

A oficina foi realizada pelas Multiplicadoras da metodologia da ODM/PNUD: Marcely Bezerra de Souza e Glória Regina Couto da Costa (Técnicas), sob a Coordenação da Professora Maria do Perpetuo Socorro de Almeida (Coordenadora Estadual dos ODMS) E teve como objetivo debater os principais índices que o município precisam melhorar, pois estes são metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).


Dentro os 08 Objetivos que são:

1 - Acabar com a fome e a miséria

2 - Oferecer educação básica de qualidade para todos

3 - Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres

4 - Reduzir a mortalidade infantil
5 - Melhorar a saúde das gestantes
6 - Combater a Aids, a malária e outras doenças
7 - Garantir qualidade de vida e respeito ao meio ambiente
8 - Estabelecer parcerias para o desenvolvimento

Participaram da reunião a Secretária Marisa Rodrigues da Silva (Assistência Social),   Jefferson Soares Oliveira (Secretaria de Planejamento),    Mário Antônio da Silva Marques (Indústria e Capacitação) e  Larissa Mayara Pereira da Silva (Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude), além de técnicos e colaboradores do município.  



Para a Secretária Marisa Rodrigues, que também é articuladora do Selo Unicef e do Núcleo ODM Guamaré, o município ao buscar melhorar os índices nas áreas de saúde, educação, meio ambiente e assistência social, melhora automaticamente a vida da população, e que fazendo isso, os participantes deste processo, deixarão um legado imensurável para o município.


Já a representante da Secretaria de Saúde, Gabriela Bezerra, falou das dificuldades enfrentadas quanto ao acompanhamento das famílias em vulnerabilidade social, principalmente as que não residem no município, mesmo assim, se identificam como moradoras de Guamaré para ter uma atenção diferenciada. Estas elevam os índices negativos da saúde, por ter principalmente características nômades, ou seja, não estabelecem um vínculo de moradia.


Para o representante da Educação, Roberto Aguiar, a evasão escolar e a distorção idade série, são os maiores problemas enfrentados pelo município de Guamaré. No entanto, são problemas que já estão sendo identificados na elaboração do plano municipal de educação, que traz ideias inovadoras como a automatização do acompanhamento escolar de alunos, funcionários e professores. Outro forma de acompanhar estes alunos que está sendo estudada, será através de condicionalidades com os programas de transferência de renda e programas sociais, como também com os projetos da Secretaria de Esportes e Projeto Criança Petrobrás.


Por última, representando a Secretaria de Meio Ambiente, e com o referido assunto, a arquiteta Jariane, apresentou os maiores problemas enfrentados pela população de Guamaré, como a falta de água doce, saneamento e destino do lixo. Segundo a técnica, existe projetos que se não resolver, pelo menos, amenizará e muito estes problemas, como a perfuração de poços e dessalinização da água. Tem um projeto para sair com a FUNASA na área de saneamento, e quanto ao destino do lixo, espera-se para 2015 uma definição sobre o aterro sanitário de Assú. 



Após a apresentação de todos os grupos, a Coordenadora Socorro Almeida, parabenizou o município por estar buscando melhorar seus índices e assim alcançar os 08 objetivos de Desenvolvimento do Milênio.


A próxima reunião do Núcleo ODM Guamaré Nós Podemos, deverá ser realizada no mês de janeiro. Já a próxima oficina com a Coordenação Estadual ODM/PNUD, deverá ser realizada no mês de fevereiro de 2015.



Nenhum comentário:

Postar um comentário